Novidades

Bosch promete colocar carros para voar em 2030

Empresa já testa sistema de controle para futuros táxis aéreos autônomos
Airplane at sunset - back lit

Sabe aquele famoso desenho The Jetsons dos anos 60, onde as famílias saiam para o trabalho ou para passear em carros voadores? Pois é, o que parecia um sonho do futuro já tem data para acontecer. Pelo menos é o que promete a Bosch, que prevê que os carros voadores – começando com os taxis – irão fazer 1 bilhão de viagens em 2030. A empresa está desenvolvendo um sistema de sensores capaz de controlar o espaço aéreo, oferecendo agilidade de locomoção e segurança com o estabelecimento de rotas fixas acima do chão. A ideia é que esses carros serão todos equipados com sistema de direção autônoma, ou seja, vão operar sem a presença de um piloto.

“Os primeiros táxis voadores deverão estar aptos para atuar nas principais cidades já em 2023 e a Bosch paneja desempenhar um papel de liderança na formação desse mercado futuro”, afirma Harald Kröger, presidente da divisão Automotive Electronics da Bosch.

A tecnologia

Os sensores Bosch controlam e projetam a posição do táxi aéreo a todo momento, o que permite o controle com precisão e segurança. Os sensores de aceleração e de taxa de guinada mensuram precisamente os movimentos e o ângulo dos veículos voadores. Ao contrário dos sistemas de sensores aeroespaciais atuais, que custam dezenas de milhares de milhares de euros, a tecnologia da Bosch consegue trabalhar com uma fração desse custo. Isso porque a empresa usa sensores testados e já em uso na indústria automotiva há muitos anos. “Por meio de nossa solução, nós pretendemos transformar a aviação civil com táxis voadores acessíveis para uma ampla gama de provedores”, diz Marcus Parentis, líder do time de tecnologia da Bosch e encarregado pela unidade de controle de aeronaves leves elétricas. Além disso, os sensores são especialmente pequenos e leves, o que vai permitir que os fabricantes dos futuros táxis voadores possam instalar facilmente a caixa do sensor nos veículos utilizando o princípio plug-and-play.