Novidades

Código de Trânsito define novas regras para farol baixo e luz de rodagem diurna

Nova regra transforma DRL em item de segurança e isenta motoristas de multas
Faróis DRL (divulgação)

A partir de abril deste ano, começam a valer novas regras do Código de Trânsito Brasileiro, para que o uso do farol baixo e o da luz de rodagem diurna sejam equivalentes nas vias públicas. Com esta mudança, reconhece-se a equivalência técnica entre os dispositivos luminosos, livrando os motoristas da infração de trafegar somente com a DLR.

Faróis DRL (divulgação)

O novo texto desfaz uma antiga confusão de que a DRL não pode substituir o farol baixo na iluminação diurna. Devido a essa falta de entendimento, muitos motoristas foram multados indevidamente por transitarem com a DRL acionada, quando o uso diurno do farol baixo se tornou obrigatório.

A ARTEB, uma das principais fabricantes mundiais de sistema de iluminação automotiva, destaca que os faróis automotivos se destinam à iluminação da pista e não à sinalização, tarefa específica das lanternas, desenvolvidas para indicar – enfim, sinalizar – a presença do veículo aos demais condutores.

Farol Volkswagen T-Cross (divulgação)

Ocorre que, alternativamente, o farol baixo pode ser utilizado para indicar a presença do veículo, sobretudo por promover contraste entre o veículo e o cenário. Sinalizar alternativamente com faróis não é sustentável nem plenamente adequado, seu volume de luz é muito elevado e incide, predominantemente, na via, não no campo visual dos demais condutores.

Somente a DRL atua com o volume de luz adequado e direcionado ao campo visual dos usuários da via. Com a alteração, a DRL torna-se um item de segurança, impulsionando uma mudança na indústria automotiva.

No entanto, o uso diurno dos faróis baixos continua obrigatório em rodovias simples, fora dos perímetros urbanos, caso o veículo não disponha da DRL. As novas disposições do Contran consolidarão um novo patamar à segurança veicular no que diz respeito aos sistemas de iluminação e sinalização automotivos.

Sobre o autor

Redação MVox

Redação MVox

Comente

Clque aqui para comentar