Novidades

Quais as diferenças entre direção hidráulica, elétrica e eletro-hidráulica

Com caracterísiticas distintas, todas garantem o conforto nas manobras
Direção hidráulica (divulgação)

Desenvolvido para garantir conforto nas manobras com o automóvel,  a direção com assistência hidráulica é a mais antiga e, portanto, a mais popular. Mas como a maioria dos componentes do carro, também evoluiu e hoje conta com duas variantes: a eletro-hidráulica e a elétrica. Para ampliar seus conhecimentos, montamos um pequeno guia sobre o funcionamento de cada uma delas.

Direção com assistência hidráulica:

Uma das mais conhecidas, a direção hidráulica conta com um sistema onde uma bomba movimenta um circuito de óleo sob pressão dentro da caixa de direção e assim alivia o peso do volante durante as manobras.

 

 

 

Direção hidráulica (divulgação)

Para que esta bomba seja movida, ela utiliza a força do próprio motor, fazendo com que o sistema fique ativo apenas quando o carro está ligado. Para manter o sistema sempre em dia, é bom fazer revisões periódicas como recomenda o manual do seu veículo. Você deve ficar atento a vazamentos e checar sempre que possível o nível do reservatório para evitar futuras dores de cabeça.

Direção com assistência eletro-hidráulica:

Usa um sistema semelhante ao da direção hidráulica, mas a diferença  é que no eletro-hidráulico a bomba de óleo  é movimentada por um motor elétrico; ou seja, aqui não temos uma correia ligada ao motor do carro para acionar a bomba.

Direção Eletro-Hidráulica (divulgação)

Mas como todo sistema , também precisa de manutenção periódica, de acordo com a recomendação do manual do carro.

Direção com assistência elétrica:

Como o nome sugere, esse sistema de direção utiliza um conjunto 100% elétrico para movimentar os braços da direção e assim aliviar o peso do volante durante as manobras. Ele é bem mais prático e, entre os pontos positivos, conta com menos componentes, o que reduz o risco de problemas e a frequência de manutenção.

Direção Elétrica (divulgação)

Mas em contrapartida, se houver uma pane elétrica no veículo, a direção tende a ficar  pesada, mas dificilmente vai travar a ponto de impedir o uso. Assim como as outras duas opções de direção, é sempre seguir o que recomenda o manual do proprietário e não falhar com as revisões.